Proctoria em Cirurgia Robótica Urológica

Homem e robô a serviço da vida

Sobre

A urologia é uma especialidade cirúrgica muito ampla, com diversas áreas de atuação, e sujeita a atualizações frequentes de tecnologia. Existe uma tendência à subespecialização para permitir acompanhar e desenvolver melhor domínio das técnicas cirúrgicas em constante evolução, portanto, é natural que o urologista não domine todos os campos da especialidade. Com objetivo de aumentar a possibilidade que um urologista não especialista realize procedimentos específicos, oferecemos um serviço de proctoria/preceptoria em cirurgias, o que permite manter o tratamento e acompanhamento direto de seus pacientes mesmo em áreas que ainda não domine. Os serviços oferecidos estão listados abaixo:

Serviços oferecidos

          Uro-oncologia

  • Prostatectomia radical – aberta, laparoscópica ou robótica
  • Nefrectomia radical ou parcial – aberta, laparoscópica ou robótica
  • Cistectomia radical – aberta, laparoscópica ou robótica
  • Adrenalectomia – aberta, laparoscópica ou robótica

          Uro-ginecologia

  • Correção de prolapsos vaginais – via vaginal (com ou sem tela), laparoscópica ou robótica
  • Correção de fístulas vésico vaginais – acesso vaginal, laparoscópico ou robótico
  • Redução de pequenos lábios, perineoplastia, sling, neuromodulação sacral, aplicação de botox vesical
  • Divertículo uretral

          Andrologia

  • Correção de Peyronie
  • Prótese peniana inflável e rígida


          Incontinência urinária masculina

  • Esfíncter artificial
  • Sling masculino – Argus e Advance XP


          Uro-pediatria

  • Correção de hipospádia
  • Pênis embutido, pênis curvo, orquidopexia, hérnia, hidrocele
  • Pieloplastia, megaureter e refluxo


          Uro-litíase

  • Nefrolitotripsia percutânea
  • Ureterorrenolitotripsia flexível

Como surgiu este Treinamento sob Proctoria

O treinamento em cirurgia robótica por todo o mundo evidenciou a necessidade de treinamento supervisionado para melhorar resultados cirúrgicos durante curva de aprendizado e reduzir o tempo de treinamento dos interessados. Foi usando este processo de treinamento que desenhamos nosso programada de preceptoria.

O cirurgião egresso do programa de residência médica interessado em oferecer abordagem robótica a seus pacientes precisa hoje parar por um ano suas atividades para participar de algum curso de treinamento, seja imersivo tipo “Fellow” ou fragmentado como Especialização Latu Sensu.

A Associação Médica Brasileira, em conjunto com o Colégio Brasileiro de Cirurgiões, entre outras sociedades médicas, vem discutindo um currículo mínimo que permita o treinamento em cirurgia robótica de forma gradativa e segura a cirurgiões que não desejem parar suas vidas por um ano. Nosso grupo de urologistas se debruçou sobre os pré-requisitos criados e oferece auxílio nesse caminho com estrutura e profissionais experts em cirurgia robótica. Ao mesmo tempo, estendemos a forma de treinamento sob auxílio de experts possível a outras áreas de domínio específicos da Urologia.

Para que um(a) interessado(a) possa ter acesso ao auxílio de um proctor de nosso time, ele(a) precisa fazer contato prévio com a equipe e identificar o especialista na área desejada. O colega irá discutir o caso clínico em questão e as possíveis abordagens cirúrgicas, decidindo em conjunto a metodologia e o Hospital no qual será realizado o procedimento.

Para as cirurgias realizadas nos Hospitais São Rafael e Aliança, os honorários cobrados pela proctoria corresponde à metade do valor pago à equipe pela cirurgia. Para cirurgias realizadas em outros hospitais, se faz necessário acertar um valor de honorário pela proctoria.

O treinamento em residência de Urologia é suficiente para tornar apto o urologista a participar de todos as subespecialidades, entretanto, para a cirurgia robótica, existem algumas etapas adicionais a serem realizadas para que a transição de método mantenha sua segurança.

Pré-Requisito para Treinamento em Cirurgia Robótica

O médico interessado em fazer treinamento em cirurgia robótica precisa cumprir etapas de treinamento para introdução de forma segura no método robótico. É necessário que o cirurgião vença a curva de aprendizado técnico para oferecer cuidado com segurança a seus pacientes.

Etapas de Treinamento

O treinamento é composto por 3 etapas: treinamento virtual no sistema robótico, fase pré-clínica e clínica.

Primeira etapa:  introdução ao Sistema Robótico – é realizada através de treinamento teórico para cada plataforma robótica comercialmente disponível, seguido de treinamento teórico-prático “In Service”, que envolve a demonstração do funcionamento e componentes da plataforma utilizada em uma sala de cirurgia ou centro de simulação. Esta etapa precisa vir após o treinamento teórico e anterior à prática clínica.

Segunda etapa: pré-clínica – envolve o treinamento com simuladores para desenvolver habilidades psicomotoras em ambiente seguro da realidade virtual. Nesta fase, é necessário avaliar o ganho de proficiência para ser possível certificar o treinamento pré-clínico. O treinamento virtual será realizado no Hospital que o cirurgião desejar usar como referência e necessita da anuência da diretoria do hospital em questão para que o interessado entre no seu quadro de treinamento.

Terceira etapa: clínica – o cirurgião em treinamento faz adaptação gradual na utilização da plataforma cirúrgica com a segurança da supervisão e orientação de um instrutor (Proctor). A etapa clínica tem duração variada, sendo 10 cirurgias o mínimo de casos recomendado. Mas pode ser necessário um número maior, a depender da complexidade das cirurgias e da avaliação de desempenho feita pelo instrutor.